Luana dos Santos Gawleta, de 18 anos, está nosegundo estágio (Foto: Arquivo pessoal)
Em cerca de três meses, as empresas do Paraná que têm benefícios ou isenções fiscais do governo estadual ou concessionárias deverão destinar 50% das vagas de estágio remunerado a estudantes da rede pública de ensino. O projeto de lei que estipula a reserva foi aprovado na Assembleia Legislativa (Alep) e sancionado pelo governador Beto Richa (PSDB). A determinação é válida apenas para alunos do Ensino Médio, ou seja, alunos de graduação do Ensino Superior ou da Educação Profissional não são beneficiados.

As empresas não precisam criar novas vagas.
Os alunos interessados em fazer um estágio podem procurar, por exemplo, uma unidade do Centro de Integração Empresa-Escola (Ciee) ou do Sistema Nacional de Emprego (Sine).

O estágio é uma oportunidade de abrir portas do mercado de trabalho. Pelo menos é o que pensa a estudante Luana dos Santos Gawleta, de 18 anos, que está no segundo estágio em um consultório odontológico em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba.

Além de ter uma certa independência financeira no fim do mês, ela vê o estágio como uma oportunidade de crescer profissionalmente. Luana está no terceiro ano do Ensino Médio.

“Eu não gosto de ficar parada, então vi que estagiando posso ter mais oportunidades no futuro, além de ter um dinheiro no fim do mês. Como quero ser dentista, no consultório odontológico conheço mais a profissão e os desafios da escolha.

É uma oportunidade muito boa, recomendo para todos”, diz a estudante. Quer saber mais notícias do estado? Acesse o G1 Paraná.

.