Além de 11 tabletes de cocaína, policiais encontraram porções de maconha (Foto: BPChoque/Divulgação)
Uma idosa de 60 anos foi presa em uma residência na noite de sexta-feira (22), em Campo Grande, depois que policiais militares do Batalhão de Choque (BPChoque) descobriram um depósito de cocaína no local. Segundo o boletim de ocorrência, eles chegaram ao imóvel após a abordagem de um ex-PM, com cinco quilos de cocaína nas proximidades. Ele também foi preso.

Cinco quilos de cocaína dividos em seis tabletes e uma porção de maconha foram encontrados na residência da idosa. Ela disse aos policiais que guardava o entorpecente “a mando” do filho, que é interno do Presídio de Segurança Máxima da capital sul-mato-grossense, e com que mantém contato frequente pelo telefone.

A cocaína teria sido entregue por uma pessoa em uma van, por volta das 19h30. As prisões ocorreram pouco antes das 23h (de MS), no bairro Jardim Morenão.

A primeira foi a do ex-PM, de 50 anos enquanto os policiais buscavam o local do depósito informado por denúncia. Consta no registro policial que o suspeito estava em um carro de passeio e parou bruscamente ao ver a polícia.

Diante da suspeita, os policiais fizeram buscas no veículo e encontraram os cinco tabletes de maconha dentro de uma mochila.
Ao ser indagado, o homem revelou que havia conseguido o entorpecente na casa da idosa.

A droga seria levada para o terminal rodoviário de Campo Grande e o ex-PM receberia R$ 1 mil pelo serviço. Policiais descobriram transações no celular do suspeito.

A dupla recebeu voz de prisão e foi encaminhada para a delegacia do Batalhão de Choque da Polícia Militar. Em seguida, a equipe do canil BPChoque fez buscas com cães na residência da mulher na busca por mais entorpecentes.

Celular e dinheiro também foram apreendidos durante as buscas.
.