Grupo de mães se reúne há dez anos para jogar futebol em Uberlândia (Foto: Lúcia Mendes/Arquivo Pessoal)
Mães, goleiras, zagueiras, laterais, meias e atacantes. Um grupo de cerca de 15 mulheres de Uberlândia reúnem-se no Praia Clube diariamente para jogar futebol society e se divertir. Os encontros acontecem há dez anos e as mães com idades entre 40 a 60 anos dividem o tempo entre casa, trabalho e cuidar dos filhos com dribles e gols.

“Guardamos este tempo para nós mesmas. As que têm filhos pequenos deixam a garotada na escola e em seguida colocam as chuteiras e vão para o campo.

No grupo temos até vovós e o tempo que reservamos é para cuidar da mente e do físico. Temos muito pique, é maravilhoso”, contou a militar reformada e mãe de dois filhos de 18 e 21 anos, Lucia Marques Mendes.

É um momento nosso, onde brincamos e sorrimos. Nossa brincadeira séria”
Andrea, mãe
A ideia do time de mães surgiu durante as aulas de aeróbica.

A fisioterapeuta Andrea Giordana Drummond, de 43 anos, sugeriu aulas recreativas no gramado e as alunas e a professora aceitaram o desafio. Andrea, que é mãe de dois filhos de 15 e 11 anos, conta que o objetivo dos encontros é se divertir.

“No início fazíamos aulas aeróbicas e musculação. Como minha família respira futebol, pois meu marido já jogou futsal e meu filho joga bola, sugeri e elas toparam.

A ideia é tirar um momento para nós. Lá nós tiramos fotos, brincamos e sorrimos.

É nossa brincadeira séria”, comentou.
Além das brincadeiras diárias, elas também organizam jogos pelo menos uma vez por mês.

As partidas são entre as integrantes do grupo e, se faltar alguém, os filhos podem ajudar nos jogos. Sem competitividade, elas decidem no “par ou ímpar” em qual posição e time cada uma jogará.

“Meu filho de 15 anos ri de tudo isso. Ele acha um mico a mãe jogando bola.

Ainda mais que ele joga também. Mas eu convido ele para apitar nossas partidas e ele acha um máximo.

E é assim com todas. Levamos os filhos também e vira um momento muito gostoso.

Vamos fazer até uniforme, afinal somos um time de mães”, finalizou Andrea.
.