Lojas dos shoppings de Macapá passaram por vistorias do Procon (Foto: Divulgação/Procon)
Uma semana de fiscalizações a 151 lojas dos três shoppings de Macapá resultou em 34 notificações pelo Instituto de Defesa do Consumidor (Procon). Entre as irregularidades, havia preços inadequados, produtos e formas de pagamento nas promoções para o Dia das Mães. Os locais têm até dez dias para apresentar defesa sob pena de multa ou interdição.

Fiscalizações aconteceram de 2 a 6 de maio e lojastêm 10 dias para defesa (Foto: Divulgação/Procon)
As visitas às lojas de vários segmentos, entre vestuário, maquiagem, joias, calçados e eletrônicos, aconteceram entre 2 e 6 de maio. As situações consideradas incomuns foram corrigidas no ato da notificação para evitar prejuízos a outros clientes.

A chefe de fiscalização do Procon Amapá, Lana Silva, disse que parte dos locais tinha propagandas enganosas em vitrines, falta de informações sobre preços e formas de pagamento, além de algumas delas não apresentarem o Código de Defesa do Consumidor.
“Teve uma situação de uma loja que apresentava na vitrine uma seção de R$ 9,90 a R$ 29,90.

Quando pedimos para ver o produto de R$ 9,90 simplesmente não tinha, então pedimos para que o aviso fosse retirado para não confundir outros clientes”, contou Lana.
.