Justiça Eleitoral continua atendendo eleitores com coleta de biometria até início de maio (Foto: Divulgação/TRE-AM)
Em Manaus, 69. 715 eleitores ainda não procuraram o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) para regularização e fazer o cadastro biométrico. Mais de 94% do eleitorado da capital já fez o procedimento até manhã desta terça-feira (12).

O recadastro é obrigatório para Eleições de 2016.
Dos 1.

254. 370 eleitores total da capital, 1.

184. 655 já compareceram à Justiça Eleitoral para regularização de título de eleitores e coleta da biometria.

O número representa 94,44% dos eleitores de Manaus.
No dia 31, o TRE-AM cancelou os títulos de 101.

188 eleitores que não fizeram o cadastramento com término do prazo estabelecido pelo órgão. Ainda foi disponibilizado um último prazo para o eleitor se regularizar e ficar apto à votar nas eleições de outubro deste ano.

A regularização segue até o dia 4 de maio.
O eleitor poderá procurar as Centrais de Atendimento ao Eleitor, os Cartórios Eleitorais da capital e cinco postos de atendimento que continuarão em funcionamento na capital: Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), Pronto Atendimento ao Cidadão (PAC) Via Norte, PAC Cidade Leste, Arena da Amazônia, SESC balneário e Comando Militar da Amazônia (CMA).

O atendimento ocorre mediante agendamento eletrônico. O TRE explicou que o eleitor que não atendeu ao chamado da Justiça Eleitoral – e teve o título eleitoral cancelado – precisa agendar o atendimento por meio do site do órgão.

Durante o agendamento, será necessário escolher um dos seis pontos de atendimento distribuídos por Manaus ou a sede do TRE, além do dia e horário para comparecimento.
A Justiça Eleitoral ressalta que o eleitor que permanecer com título cancelado não poderá se matricular em universidades públicas, participar de concursos públicos, tirar passaporte e participar de licitação pública, além de ficar impedido de votar nas eleições de 2016.

.