Manaus tem 2. 675 casos notificados zika (Foto: Adneison Severiano/G1 AM)
O 37º Boletim Epidemiológico, divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) nesta quarta-feira (13), mostrou um aumento no número de casos notificados e confirmados de pessoas infectadas pelo vírus da zika em Manaus. Em apenas uma semana houve incidência 15% maior das notificações e aumento de 12,6% dos casos confirmados da doença na capital.

Até o último dia 6 de abril Manaus tinha 2. 327 casos notificados de zika.

O número de notificações saltou para 2. 675.

Também houve aumento dos casos confirmados de zika, que antes eram 334 casos e passaram para 376. No boletim da semana passada os casos de zika descartados totalizavam 967 e nesta semana totalizam 1.

042. Ainda há 1.

257 casos de zika em investigação.
Já foram notificados 12 casos de microcefalia em Manaus.

Desse total, apenas um está com associação confirmada com ao vírus. Além disso, dois casos foram descartados e cinco permanecem em investigação, 4 casos de microcefalia confirmados, porém não têm associação com o vírus.

A Semsa confirmou o primeiro caso de microcefalia com transmissão por vírus da zika na capital amazonense. Segundo a pasta, um bebê nascido no dia 10 de abril na Maternidade Ana Braga foi diagnosticado com microcefalia.

A mãe, de 18 anos, foi infectada pelo vírus zika em Boa Vista-RR aos dois meses de gestação.
De acordo com a Semsa, já foram recebidas 4.

237 denúncias pelo Disque Saúde e 3. 901 locais denunciados pela população como possíveis criadouros do mosquito foram vistoriados.

A Vigilância Sanitária de Manaus (Visa Manaus) já realizou 741 inspeções em estabelecimentos comerciais e 98 deles já foram autuados por falta de manutenção e cuidados no combate ao Aedes. A Prefeitura de Manaus divulgou que implantou 1.

525 brigadas de combate ao mosquito Aedes aegypti com 7. 590 pessoas capacitadas.

A população pode registrar denúncias pelo telefone 0800 280 8 280 ou pelo e-mail saude. semsa@pmm.

am. gov.

br.
.