Médicos voluntários iniciam mutirão nesta segunda-feira (18) (Foto: Abinoan Santiago/G1)
Quinze crianças e nove adultos serão submetidos a cirurgias cardíacas num mutirão que vai acontecer a partir desta segunda-feira (18) em um hospital particular de Macapá. A ação é coordenada pela CardioStart Internacional, organização voluntária que leva atendimentos cardiológicos a pacientes de baixa renda pelo mundo.
No Amapá, vinte e cinco profissionais estrangeiros estão na missão humanitária.

Os pacientes serão atendidos gratuitamente. Entre eles, estão duas crianças de seis e sete meses da aldeia Wajãpi, que apresentam problemas cardíacos.

Médicos estrangeiros terão apoio de profissionaismédicos locais (Foto: Abinoan Santiago/G1)
“Conheci a CardioStart há um ano e fizemos o contato para trazê-los ao Amapá. O hospital São Camilo foi vistoriado e aprovado.

Há três meses tivemos a confirmação da vinda da missão humanitária”, comentou o médico Antônio Furlan, que intermediou a visita da ação no Amapá.
Além do critério de baixa renda, foi levada em consideração para escolha das crianças a complexidade das doenças.

Elas têm idades entre três meses e nove anos.
Os pacientes passarão pelo procedimento cirúrgico no hospital São Camilo, que ofertou a estrutura para a missão.

A ação humanitária também realizará três dias de atividades de orientação de tratamento de água e asseio para comunidades ribeirinhas de Mazagão, a 32 quilômetros de Macapá.
“O Amapá é continuação das nossas ações em demais países.

Aqui no estado estamos iniciando um projeto para dar sustentação a outras missões [que ele pode receber]. Uma ação como essa começou há meses com contatos próximos com equipes locais.

Foram apontados pacientes carentes e de alta complexidade, que têm certa urgência”, comentou o diretor da CardioStart no Brasil, Vinicius Nina.
.