Vilma e Gabriel- Matéria dia das Mães – G1 Centro-Oeste de MG (Foto: Vilma de Melo/Arquivo Pessoal)
“Assim que ele nasceu, a enfermeira encostou o rostinho dele no meu e foi pura emoção” disse Vilma de Melo, que não segurou a emoção ao relatar o momento definido como um dos mais bonitos que já vivenciou. Ela, que é deficiente visual, moradora de Lagoa da Prata, contou que planejou a chegada do Gabriel, hoje com 10 anos, em 2006. Apesar dos medos e receios, alguns por conta da deficiência visual, ela seguiu em frente, e com o apoio de familiares, enfrentou os desafios.

“Eu tinha muito medo de não conseguir cuidar. Quando eu fiz o exame, vi que Deus tinha me dado a graça de ser mãe.

O Gabriel é um presente que recebi”, relatou.
Vilma contou ao G1 que optou pela cesária, e que foi um parto muito tranquilo.

Ela ainda relato os principais desafios. “Nos primeiros meses a maior dificuldade que eu tive foi trocar a fralda e dar banho, mas eu amamentei ele por um ano e um mês”.

Funcionariapública e professora de música há mais de 15 anos, a mãe tem uma rotina tumultuada. Ela concilia o trabalho, as aulas de música, as tarefas de casa e ainda encontra tempo para cuidar do filho.

Apesar do cansaço ela não se abate. “É uma luta diária, mas vale a pena”, disse.

Atualmente ela mora com o filho, seu fiel escudeiro que a guia pelas ruas da cidade.   “A gente anda na rua para todo lado, ele me guia para todos os lugares que precisamos precisa ir, um companheirão”, finalizou.

Vilma acompanha o filho no futebol- Matéria dia das Mães – G1 Centro-Oeste de MG (Foto: Vilma de Melo/Arquivo Pessoal) 
.