MST interdita BR-163 em Mundo Novo (Foto: MST / Divulgação)
Manifestantes liberaram alguns trechos das principais rodovias federais que cortam o estado, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). O ato é do Movimento dos Trabalhadores Rurais de Mato Grosso do Sul (MST-MS) e afirma ser contra o impeachment da presidente da República, Dilma Rousseff (PT).
De acordo com a assessoria de imprensa da PRF, a movimentação no km 403 da BR-262, em Terenos, a 23 km de Campo Grande, foi encerrada às 10h (de MS).

Em Nova Andradina, região sudoeste do estado, a manifestação também encerrou na manhã desta sexta-feira (15), na BR-267, altura do KM 136. Congestiomento por conta de manifestações emMS, diz PRF (Foto: Nucom PRF / Divulgação)
Já em Mundo Novo, no km 29 da BR-163, ainda ocorre a manifestação, com cerca de 100 pessoas.

O trânsito, no entanto, está sendo liberado a cada dez minutos, igualmente ocorre no km 411 da BR-163, em Anhanduí. No trecho de Dourados, a PRF disse que não registrou intervenções até o momento.

O MST confirma as interdições e afirma ainda que os bloqueios são, além de demonstrar o posicionamento do grupo diante da situação política do país, um protesto por conta das mortes de trabalhadores rurais no Paraná, no último 7 de abril, alem do massacre de Eldorado dos Carajás, no Pará, em 1996 e contra a demora na reforma agrária.
Eles estão com faixas, cartazes e colocaram pedaços de paus na pista.

A PRF informa ainda que há congestionamentos nas vias.
.