Segundo a PMA, peixe Piracanjuba está em extinção e foi encontrado na caixa térmica (Foto: Divulgação/PMA)
Uma mulher de 51 anos foi presa com 19 kg de pescado, com diversos exemplares em tamanhos inferiores aos permitidos por lei e um exemplar da espécie Piracanjuba, que consta na lista de espécie em extinção. A Polícia Militar Ambiental (PMA) flagrou a irregularidade durante bloqueio realizado na noite de sábado (9), na estrada que liga Naviraí e o Distrito de Porto Caiuá.
A mulher reside em Naviraí, município distante 350 quilômetros de Campo Grande, e disse ter adquirido o pescado de um pescador profissional em Porto Caiuá.

Além da espécie em extinção, também estavam na caixa térmica espécies de pacu e piau-três-pintas.
Segundo a PMA, a infratora recebeu voz de prisão e foi conduzida, juntamente como o material apreendido à delegacia de Polícia Civil de Naviraí.

Ela foi autuada em flagrante por crime ambiental de transporte de produto da pesca predatória e saiu após pagamento de fiança. Se condenada, poderá pegar pena de um a três anos de detenção.

Ela também foi multada em R$ 1. 080.

.