Barreira foi montada na Ponta Negra, neste domingo (Foto: Divulgação/PM)
A operação Gestão de Multidões 12 foi montada neste domingo (17) em Manaus.   O objetivo é garantir a segurança na capital durante a votação do processo de impeachment da presidente Dilma. Polícias Civil e Militar, Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), Corpo de Bombeiros e Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) participam da ação.

 SESSÃO DO IMPEACHMENTDeputados debatem pedido contra Dilma.
Neste domingo, a Câmara decide se vai instaurar o processo de impeachment.

A sessão em Brasília está marcada para 14h e deve durar até a noite. Se pelo menos 342 deputados aprovarem o processo, o afastamento da presidente será decidido pelo Senado.

De acordo com o secretário de Segurança Pública do Amazonas, Sérgio Fontes, os órgãos atuarão em ações  de Inteligência, Policiamento Ostensivo, Socorro de Urgência e Emergência, Repressão Qualificada, Proteção do Patrimônio Cultural e do meio ambiente com foco na defesa do cidadão.
“As medidas foram alinhadas em reuniões integradas, com participação de representantes dos órgãos de segurança, mobilidade urbana, saúde e justiça do estado e município”, disse o secretário por meio de assessoria.

Segundo a SSP-AM, também participam da operação: o Comando Militar da Amazônia (CMA), Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans), Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), Conselho Tutelar, Vigilância Sanitária de Manaus e Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmas).
As ações serão coordenadas pelo Centro Integrado de Comando e Controle do Amazonas (CICC-AM) e serão acompanhadas pelas câmeras de segurança.

Segundo a assessoria de imprensa da PM, 2 mil policiais militares devem estar nas ruas de Manaus neste domingo.
.