Orquídea Anathallis manausesis foi descoberta no Amazonas (Foto: Jefferson José Valsko/Inpa)
Duas novas espécies de orquídeas foram descobertas na região Amazônica. A informação foi divulgada pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), nesta terça-feira (26). Descobertas foram publicadas em revistas científicas.

De acordo com a assessoria de instituto, o pesquisador Jefferson José Valsko, descobriu recentemente duas novas espécies de orquídea só nos arredores de Manaus. Ele é bolsista do Programa de Capacitação Institucional (PCI) vinculado ao Centro de Estudos Integrados da Biodiversidade (Cenbam) do Inpa/MCTI.

As espécies passaram ser chamadas de Dichaea bragae e Anathallis manausesis. Os nomes fazem homenagem ao pesquisador do Inpa, Pedro Ivo Soares Braga e a cidade de Manaus.

Segundo Inpa, a Anathallis manausesis é considerada uma das menores orquídeas da Amazônia. A sua flor possui três milímetros de tamanho, as suas folhas têm aproximadamente um centímetro e o caule pode chegar até seis milímetros.

“Nessa espécie, a presença de pelos no labelo foi uma característica importante para definir que se tratava de uma nova espécie”, disse Valsko, por meio de assessoria.
A espécie foi encontrada na área do Projeto de Fragmentos Florestais (PDBFF/Inpa).

Segundo Valsko o lugar é muito estudado por pesquisadores de outros segmentos, mas com poucos estudos sobre as orquídeas. A descoberta da Anathallis manausesis foi publicada na revista cientifica neozelandesa, Phytotaxa.

Nome da orquídea Dichaea bragae faz homenagem para pesquisador (Foto: Jefferson José Valsko/Inpa)Dichaea bragaeA Dichaea bragae foi coletada ao norte de Manaus em uma área de floresta e floresceu em cultivo um ano após sua descoberta. A flor da Dichaea bragae mede cerca de cinco milímetros, a planta tem caule e as folhas grandes.

“O gênero Dichae está sempre associada aos musgos, por isso é quase imperceptível no meio ambiente. A planta se camufla no tronco das árvores”, disse o pesquisador.

A descoberta foi publicada na revista científica do Inpa, Acta Amazonica. Outras descobertasSegundo Inpa, ao longo de quatro anos, foram descobertas mais três espécies de orquídeas na Amazônia por Valsko e pela equipe.

Entre as espécies descobertas estão a Dichae Diminuta, Dichae fusca e a Anathallis roseopapillosa.
.