O Núcleo de Vigilância Epidemiológica e Ambiental (Nuvepa) iniciou nesta semana a vacinação contra o vírus H1N1 em Guajará-Mirim (RO), cidade localizada a cerca de 330 quilômetros de Porto Velho. De acordo com o Nuvepa, cerca de 150 crianças, adultos e idosos já foram vacinados no município. O início da campanha foi antecipado como medida de precaução em relação ao número de casos da infecção.

 Vacinação contra H1N1 em Guajará-Mirim (Foto: Júnior Freitas/G1)
Ainda de acordo com o Nuvepa, os grupos considerados prioritários são os idosos acima de 60 anos, crianças de seis meses até quatro anos, gestantes, puérperas até 45 dias, indígenas, trabalhadores de saúde, presidiários e pacientes com doenças crônicas.  
A responsável pela rede de imunização do Nuvepa, Keila Sicsú, disse que os atendimentos antecipados começaram na manhã de quinta-feira (14) nos postos de saúde, no horário de 8h às 12h e das 14 às 17h.

O ‘Dia D’ da campanha está previsto para o próximo dia 30 de abril, na Associação dos Idosos, no Bairro Santa Luzia, a partir das 8h.
“O objetivo é prevenir contra o H1N1, Influenza A e B.

Os atendimentos estão sendo realizados por seis vacinadores, nos centros de saúde Carlos Chagas, Sandoval Meira e Maria Augustinho. A meta é atender 80% dos grupos prioritários.

Até o final da campanha, a estimativa é de atender de 15 mil pessoas das zonas urbana, rural e também da população indígena. É necessário levar o cartão de vacina para que seja verificado o histórico da pessoa.

Mas, caso não tiver, vamos dar um novo e atualizaremos o histórico”, explicou a servidora.
Segundo a Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), foram notificados 31 casos suspeitos da Influenza H1N1 no estado.

Seis mortes podem ter sido causadas pela gripe e estão sendo analisadas.
.