Na delegacia, suspeito não quis comentar acusações (Foto: Adneison Severiano/G1 AM)
Um homem suspeito de envolvimento em diversos homicídios ocorridos em Manaus foi preso pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), na terça-feira (3). De acordo com a polícia, Mohamed Bashir Júnior, de 28 anos, conhecido como “Basílio”, tinha ligação com ex membros de facção criminosa que atua dentro e fora de presídios da capital e ainda é apontado como pistoleiro de uma quadrilha. Ele foi preso com arma, RG falso e anotações de vendas de drogas.

Polícias que realizaram a prisão de Basílio cumpriram mandados de prisão contra ele por envolvimento em homicídios de três homens ocorridos em 2012, 2013 e este ano. Durante a prisão foram apreendidos na casa dele uma pistola, munições, drogas e documento falso.

O delegado Martins informou ainda que além dos três indiciamentos pelas mortes, Basílio também é suspeito de ter praticado outros três homicídios em Manaus, todos motivados por tráfico de drogas. Na delegacia, ele negou os crimes.

Basílio tinha RG com dados falsos(Foto: Adneison Severiano/G1 AM)
“Apesar de ele negar, além das provas testemunhais, inclusive, há reconhecimento, há possibilidade de se fazer o confronto balístico das armas para comprovar que realmente o disparo que vitimou as pessoas saiu dessa arma, por exemplo”, disse.
Ivo Martins disse que Basílio é considerado de alta periculosidade e que agia como pistoleiro de uma quadrilha no bairro da União e no Parque Dez.

Ele também seria “gerente do tráfico”. Com ele, policiais encontraram cadernos com dados de vendas de drogas.

Também foram apreendidos uma pistola 308, com numeração raspada, que seria utilizada em homicídios, além de 17 munições, quatro cigarros de maconha,  vários petrechos para refino e venda de drogas, além de documento RG original com a foto do suspeito e nome de outro homem. O documento teria sido comprado por R$ 250.

“Esse é um cidadão que a gente pode considerar de alta periculosidade. É integrante de uma associação criminosa que atua no controle do tráfico e ele é um dos pistoleiros.

Ele é tão perigoso que ele foi preso com uma carteira de identidade verdadeira, mas com dados falsos. Vamos investigar como ele conseguiu fazer isso”, disse.

O delegado informou que Basílio foi indiciado pelos três homicídios e também foi autuado por posse ilegal de arma e munições de uso permitido, tráfico de drogas e petrechos, além de uso de documento falso. Ele será conduzido à cadeia pública de Manaus.

.