O número de assaltos em Imperatriz, a 626 km de São Luís, tem aumentado e preocupado a população. De acordo com a Polícia Civil, até o dia 18 de abril deste ano, já foram registrados mais de 900 assaltos na cidade.
Funcionários de uma farmácia no município reclamam que, somente em 2016, o estabelecimento já foi assaltado duas vezes.

Toda a ação, ocorrida no sábado (23), foi registrada pelas câmeras do sistema de segurança do local. As imagens mostram um homem se passando por cliente, pedindo medicamentos ao atendente.

O suspeito aproveita a situação para furtar o celular que estava embaixo do balcão.
“Aqui entra todo tipo de pessoa.

Além dos clientes, entram pessoas de rua, meninos de rua e a gente tem que se preocupar com os medicamentos nas gôndolas. Inclusive, já aconteceu caso de a gente tomar.

Ver eles saindo com o produto e a gente correr atrás e pegar. Dá sorte quando a gente consegue”, relatou uma funcionária que preferiu não se identificar.

A maioria dos assaltos ocorre em áreas centrais da cidade, em praças e no calçadão, onde fica a farmácia mostrada na matéria. Os aparelhos de celular estão no topo da lista dos objetos roubados ou furtados.

Segundo a Polícia Civil, mais de 900 assaltos foram registrados na cidade (Foto: Reprodução/TV Mirante)
Quem precisa usar o celular neste ambiente precisa tomar alguns cuidados para não se tornar uma vítima. O técnico em Edificações, Alexandre Sousa, diz que, para prevenir situações de assalto, ele escolhe local e horário para usar o celular na rua.

“Geralmente eu escolho o local e o horário para usar o celular. Porque a gente sabe da insegurança e isso realmente traz medo.

Até porque um aparelho desse dá um investimento alto, para ser subtraído. Eu particularmente já fui várias vezes assaltado.

Levaram, inclusive meu celular”, afirmou.
.