Ônibus é incendiado em Pacatuba (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)Polícia Militar do Estado do Ceará (PMCE) conseguiu identificar duas pessoas suspeitas de colocar fogo em um ônibus na noite desta terça-feira (12) em Pacatuba, Região Metropolitana de Fortaleza. De acordo com o comandante do Comando de Policiamento da Capital (CPC), coronel Francisco Souto, os dois suspeitos estão sendo procurados e a polícia pretende prendê-los com a ajuda da Polícia Civil. “Trabalhamos com dois suspeitos.

Esperamos contar com o apoio da Polícia Civil para conseguir tirar esses elementos das ruas”.
Após o incêndio, equipes do 2º Grupamento do Corpo de Bombeiros foram acionadas, mas ao chegarem ao local já encontraram o veículo destruído.

O motorista e o cobrador foram socorridos com queimaduras pelo corpo. O estado mais preocupante é do motorista.

O estado de saúde do motorista João Bosco Moreira é estável, segundo o Hospital Instituto Doutor José Frota (IJF). Segundo o IJF, o motorista está internado na ala do Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) e está com queimaduras nas pernas e nos braços.

A unidade de saúde não confirmou a informação de que o motorista estaria com 70% do corpo queimado. Ação dos bandidosAinda segundo Souto, duas pessoas pararam o coletivo e pediram para as pessoas descerem do veículo.

Pediram também para o motorista desligar a câmera de segurança, mas não foi possível, já que ela só pode ser desligada na garagem. Revoltados, os bandidos colocaram fogo no ônibus com maior rapidez e o motorista acabou sendo atingido.

Sobre o motivo, Souto afirmou que a polícia ainda trabalha com algumas linhas de investigação, mas disse que o trabalho de abordagem que a polícia vem realizando nos coletivos está incomodando os assaltantes. “Fazemos na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) abordagens constantes nos ônibus atrás de armas e drogas.

E o nosso trabalho incomoda os meliantes. Não vamos parar com as prisões.

Esses bandidos vão ser perseguidos e presos”, disse. Sequência de ataquesEste é o oitavo ataque a veículos do transporte público registrado pela Polícia em Fortaleza e Região Metropolitana.

O incêndio ocorreu no dia 4 de março, no bairro Bom Jardim. Segundo a polícia, quatro suspeitos pararam o veículo que fazia a linha Parque São Vincente na Rua Franciscanos, mandaram os passageiros descerem e atearam fogo.

Os demais ataques ocorreram nos bairros Presidente Kennedy, Genibaú, Siqueira, Parque Santa Fé, Aerolândia e Edson Queiroz.
Após os casos, a Secretaria da Justiça e Defesa Social (SSPDS) montou uma operação conjunta entre as polícias Civil e Militar.

Durante os trabalhos, foram presas dez pessoas por envolvimento nos ataques aos coletivos e também a prédios públicos e delegacias. Equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas, mas ao chegarem ao local já encontraram o veículo completamente destruído (Foto: Foto: Arquivo Pessoal)
.