Roupas, cordas e uma bíblia foram encontradas próximo ao muro (Foto: Sinpoljuspi/Divulgação)
Dos 15 foragidos que escaparam da Penitenciária Irmão Guido, em Teresina, na madrugada desta terça-feira (12), três já foram recapturados horas depois, segundo informou do capitão Paulo Silas, comandante da Companhia do bairro Promorar.
Os três foram presos na região da Vila Irmã Dulce, Zona Sul de Teresina. “Um deles foi pego logo às 15h e às 17h os policiais conseguiram pegar mais dois.

Todos eles na mesma região. Continuamos as buscas na tentativa de capturar mais quatro que estão na mesma região”, disse o comandante.

Os presos fugiram após cavarem um túnel no banheiro do pavilhão anexo. Segundo o vice-presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí (Sinpoljuspi), Kleiton Holanda, esta foi a segunda fuga registrada somente este ano no presídio.

Em todo o sistema prisional foram abortadas 45 tentativas de fuga. De acordo com ele, o túnel feito pelos detentos tem 80 centímetros de largura e dois metros de profundidade.

Um policial militar que estava na guarita percebeu a ação e acionou o agentes. Após saírem da cela os detentos pularam o muro e entraram na mata.

Próximo ao muro do presídio foram encontradas roupas, cordas e uma bíblia jogadas no chão. No pavilhão anexo ficam os presos ameaçados de morte e considerados de alta periculosidade.

Policiais da Companhia de Policiamento do bairro Promorar fazem buscas na região. Tentativas de fugaNo sábado (9), detentos da Penitenciária Irmão Guido fizeram um buraco na parte superior da gaiola que dá acesso à laje, mas foram interceptados pelo policial militar que estava de plantão.

A fuga foi abortada.
Ainda no fim de semana, outra tentativa foi registrada na Casa de Custódia, também em Teresina.

Os agentes de plantão encontraram um túnel sendo aberto no pavilhão G. Ao prosseguirem com a vistoria, outro túnel  foi localizado dentro do pavilhão F.

No entanto, após a contagem dos presos ficou constatado que nenhum preso conseguiu fugir. Motim em ParnaíbaDetentos da Penitenciária Mista de Parnaíba, no Litoral do Piauí, realizaram na noite de sexta-feira (9) um motim na unidade prisional.

Segundo a direção do presídio, presos de sete alas da penitenciária se amotinaram e atearam fogo em colchões e outros objetos. Nenhum preso ficou ferido.

Em dezembro do ano passado, a mesma penitenciária foi alvo de incêndio durante um motim. Em ambos os casos, parte da estrutura da unidade foi queimada pela ação dos detentos.

O Corpo de Bombeiro foi acionado para controlar o fogo. A Tropa de Choque, Forças Táticas da Polícia Militar, Bope, Rone também foram chamadas.

A Secretaria de Justiça (Sejus) disponibilizou o Comando de Operações Prisionais (COP) para garantir segurança à unidade. Efetivos da PM e da Rone de Teresina também deram suporte.

.