Reunião entre Governo e o Sindpol realizada nesta sexta-feira (29) terminou sem acordo entre as partes (Foto: Ascom / TJ-AL)
A reunião entre representantes do Sindicado dos Policiais de Alagoas (Sindpol) e o Governo do Estado, mediada pelo Judiciário, na tarde desta sexta-feira (29), na Escola de Magistratura, em Maceió, terminou com acordo parcial onde ficou determinado que os policiais deixarão o acesso ao Porto de Maceió. Porém uma nova reunião foi marcada para acontecer na terça-feira (3).
Durante o encontro ficou estabelecido que o sindicato deve apresentar os pontos discutidos hoje em uma assembleia neste sábado (30), aos policiais grevistas que estão ocupando o Porto de Maceió, neste dia eles também devem desocupar o local.

Os secretários irão debater com o governador  Renan Filho (PMDB) a possibilidade de uma nova proposta. Caso não haja um denominador comum, o Judiciário, representado pelo desembargador Alcides Gusmão, decide a questão.

A proposta apresentada pelo Governo, que estava sendo representado pelo Secretário de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag), Christian Teixeira, mantinha alguns dos pontos apresentados anteriormente, como a oferta de aumentar o orçamento de R$ 200 mil para R$ 300 mil, valor este que seria utilizados para o pagamento retroativo e implantação de todas as progressões até dezembro deste ano dos policiais civis.
De acordo com a assessoria do Sindpol, umas das possibilidades debatidas hoje foi uma oferta de aumento do piso, mas que ainda não seria no valor de R$ 3.

600, que é o solicitado pela categoria.
.