Manifesto da Polícia Civil aconteceu em frete a delegacia de Ji-Paraná  (Foto: Pâmela Fernandes/G1)
Policiais civis se manifestaram na manhã desta segunda-feira (16), em frente à 1ª Delegacia de Polícia Civil de Ji-Paraná, região central do estado de Rondônia. A reivindicação é por um plano de cargo de carreira e por melhores condições de trabalho.
De acordo com o policial Valter Fernandes, na última semana haveria uma reunião em Porto Velho com o governo do Estado para discutir a situação que, segundo o agente, já tem promessas há cerca de três anos.

Porém, a reunião foi cancelada sem aviso. “Há três anos o governo nos promete colocar este plano em vigor, mas até agora nada.

Na última semana, servidores de todo o estado foram a Porto Velho e, quando chegaram lá, foram informados que não haveria reunião”, afirma o policial. Manifesto da Polícia Civil em Ji-Paraná, RO(Foto: Reprodução/Rede Amazônica)
Segundo o Fernandes, a situação é ainda mais complicada quando se trata das condições de trabalho dos polícias.

De acordo com o policial, o número populacional aumentou, mas o número de efetivo nas delegacias não. “Hoje, para se ter uma ideia, no setor de investigação, temos cinco policiais, sendo que dois deles estão impossibilitados de trabalhar.

Não há condições de conduzir investigações”, explica.
Em nota, os servidores alegam que a “Polícia Civil do de Rondônia está em desvantagem quanto a outras carreiras policiais e quanto a outros estados da União”, pois não possuem uma carreira estabelecida.

Para os servidores, um plano de carreira valoriza o policial e diminui o número de evasão de servidores da área.
Ainda conforme os policiais, uma nova reunião foi marcada para a terça-feira (17).

A classe não pretende entrar em greve. Os trabalhos devem continuar normalmente.

.