Ponte da rodovia MS-382 desabou em Guia Lopes da Laguna (Foto: Ademir Souza Almeida/arquivo pessoal)
A Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul) contratou em regime direto e emergencial por R$ 210 mil, uma empresa especializada em consultoria e perícia para analisar a situação de 28 pontes de concreto construídas com superestruturas pré-moldadas em mato Grosso do Sul.
As pontes que serão vistoriadas são do mesmo tipo da estrutura de 60 metros que despencou como se fosse um “dominó”, na rodovia MS-382, sobre o rio Santo Antonio, em Guia Lopes da Laguna, a 234 quilômetros de Campo Grande, no dia 2 de janeiro deste ano.
A ponte que caiu havia sido inaugurada há menos de 4 anos, em 2 de abril de 2012, pelo ex-governador André Puccinelli.

Foram investidos na obra, R$ 1,3 milhão e os recursos vieram do Ministério da Integração Nacional.
Segundo a assessoria de imprensa da secretaria estadual de Infraestrutura (Seinfra), a empresa foi contratada com a dispensa de licitação e em regime emergencial para dar mais agilidade ao processo de vistoria dessas pontes.

A realização da vistoria nestas estruturas já havia sido antecipada pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e reiterada pelo secretário de Infraestrutura, Ednei Marcelo  Miglioli.
Entretanto, a pasta reafirma que as condições de tráfego nas estruturas permanece inalterada, sendo a medida de caráter preventivo.

A empresa contratada terá um prazo de 60 dias para concluir a auditoria nas pontes de superestruturas pré-moldadas e apresentar o relatório da Agesul.
.