Centro de Referência para Animais de Risco deve ser inaugurado ainda neste ano (Foto: Divulgação / Prefeitura de Curitiba)
Foi assinada nesta terça-feira (10), pelo prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), a autorização para a abertura de licitalão para a implantação do Centro de Referência para Animais de Risco (Crar). O local será voltado para o atendimento médico-veterinário de cachorros, gatos, cavalos e animais silvestres recolhidos pela Rede de Proteção Animal, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente.
O centro ficará na Cidade Industrial de Curitiba e não funcionará como hospital veterinário público ou abrigo.

O espaço terá três laboratórios, 16 canis, solário, gatil com área de isolamento e área de adoção, ambulatório, sala de apoio, depósito para ração, almoxarifado e área administrativa.
De acordo com a prefeitura, a estrutura vai permitir o atendimento de casos mais simples.

Eles serão tratados, castrados e oferecidos para adoção no local.
No caso de animais com patologias mais complexas ou então que precisem de cirurgia, eles serão encaminhados a instituições parceiras da Rede de Proteção Animal.

A previsão da administração municipal é de que o Crar fique pronto neste ano. Ele será implantado junto à Unidade de Vigilância em Zoonoses (UVZ), antigo Centro de Controle de Zooonoses (CCZ), que é ligado à Secretaria Municipal da Saúde.

Serão investidos cerca de R$ 400 mil, provenientes do Fundo Municipal de Meio Ambiente, para a adaptação do espaço.
.