Professores estaduais em greve protestam na sede do governo do CE (Foto: Leandro Lima/TV Verdes Mares)Os profissionais da Rede Estadual de Educação do Ceará em greve realizam nesta quinta-feira (28) um protesto na sede do Palácio da Abolição. A manifestação é organizada pelo Sindicato da Associação dos Professores dos Estabelecimentos Oficiais do Ceará (Apeoc). Membros do sindicato estão concentrados desde às 9 horas  em frente ao Palácio da Abolição, sede do Executivo Estadual, em Fortaleza.

De acordo com o presidente da Apeoc, Anísio Melo, o objetivo da manifestação é reivindicar principalmente um reajuste salarial diferenciado para a Educação não inferior a 12,67%, já que o setor dispõe de fontes próprias de financiamento, como o Fundeb. A data-base da categoria é 1° de janeiro.

Além do reajuste salarial, os professores pedem melhorias nas condições de ensino e nas estruturas das escolas; liberação de processos relativos à estabilidade, ascensão funcional e progressão; manutenção e ampliação dos espaços pedagógicos e regulamentação do pagamento da verba da merenda escolar, dentre outras. Os trabalhadores da Educação do Estado deflagraram greve em Assembleia Geral da categoria no dia 20 de abril.

Após o cumprimento dos prazos legais, a paralisação começou oficialmente na última segunda-feira (25) com adesão de servidores de todas as regiões do Ceará.  A greve afeta cerca de 445 mil alunos, maioria no ensino médio, em aproximadamente 700 escolas.

No Ceará, há cerca de 13. 800 professores efetivos e 10 mil temporários.

A Secretaria da Educação (Seduc) informou ao G1 que membros da Apeoc vão ser recebidos nesta quinta-feira pelo secretário Chefe do Gabinete do Governador, Élcio Batista, para debater melhorias e apresentar propostas e informações à categoria sobre cada um dos itens reivindicados
.