Projeto será realizado no Parque Zoobotânico em Macapá (Foto: Jéssica Alves/ G1)
Cerca de 180 adolescentes que cumprem medidas socioeducativas em regime aberto e semiaberto em Macapá devem participar, a partir de agosto, do projeto “Cidadão Legal”, que disponibilizará oficinas de escultura em madeira com a utilização de resíduos que compõe a natureza do parque Zoobotânico do estado.
A iniciativa é da prefeitura de Macapá e do Tribunal de Justiça do Amapá (Tjap), que na manhã deste sábado (16) apresentou o programa para autoridades do judiciário, da segurança pública estadual e do município, no Parque Zoobotânico, localizado na rodovia JK, local onde ocorrerão as atividades.
De acordo com a Coordenadoria Estadual da Infância e Juventude (CEIJ), o projeto será dividido em duas etapas, com duração de seis meses e atendendo 90 adolescentes a cada semestre.

A matéria-prima utilizada nas oficinas será extraída da área do parque.
Além da oficina de escultura em madeira, os adolescentes terão aulas para se tornarem guardas mirins e, ainda, aprenderão a utilizar equipamento de GPS.

O projeto Cidadão Legal é realizado através de convênio com o Juizado da Infância e Juventude, Secretaria Municipal de Assistência Social e Trabalho, Fundação da Cultura Municipal e Parque Zoobotânico.
.