Pessoas com deficiências são acompanhadas por homens do Corpo dos Bombeiros em cadeira-anfíbio (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)Projeto de Praia Acessível inclui cadeira anfíbio e”pista” para locomoção em areia(Foto: Prefeitura de Fortaleza/Divulgação)
Os fortalezenses aproveitaram o domingo de sol para visitar as praias da capital cearense, mesmo as pessoas com deficiência. Por meio do Praia Acessível, cadeirantes e pessoas com mobilidade reduzida são acompanhadas por bombeiros em uma cadeira-anfíbio até o mar da Praia de Iracema.
Também são oferecidas cadeiras anfíbias para banho de mar, esteiras, piscinas, mesas, banheiro acessível e itens de segurança.

Uma equipe formada por monitores, assistentes sociais e enfermeiras estará disponível na Praia de Iracema, de quarta a domingo, de 9 às 14 hortas. Já na alta estação, o projeto deve se estender para todos os dias.

Segundo dados do Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), são 2. 340.

150 pessoas com deficiência no Ceará, ou seja, 27,69% da população residente no Estado possui algum tipo de deficiência. Ainda de acordo com a pesquisa, existem quase 840 mil idosos, o que representa 10% da população cearense.

Projeto Praia Acessível permite acesso de pessoas com mobilidade reduzida às praias de Fortaleza (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)
.