Um homem foi preso e mais uma festa ilegal destinada ao público infanto-juvenil foi desativada pela Polícia Civil, na noite de domingo (17), no bairro Canindezinho, em Fortaleza. Este é o quarto evento proibido desfeito por policiais da Delegacia de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente (Dececa) em menos de dois meses na capital cearense.
A festa, denominada “Sex House”, ocorria na casa de shows Sítio dos Forrozeiros, na Avenida Osório de Paiva.

O evento contava com a participação de mais de 300 crianças e adolescentes. Um homem foi preso ao ser flagrado fornecendo bebida alcoólica para uma adolescente e autuado com base no Artigo 243 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

No local, os policiais apreenderam bebidas e maconha.
De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a festa Sex House foi iniciada por volta de 16h e foi organizada por um adolescente de 17 anos.

Em depoimento, o garoto disse ter contratado 15 seguranças para evitar a entrada de pessoas armadas no local.
A Polícia ainda investiga a participação de adultos como responsáveis pelo evento.

Outros 14 adolescentes foram ouvidos na delegacia, incluindo uma criança de 11 anos. Outras festasA Sex house é a quarta festa voltada para menores desfeita em ações realizadas por policiais da Dececa.

Anteriormente, a Polícia acabou com o “Baile de Favela”, “Social Prime” e a “Orgia Fest 1. 0”, nos respectivos bairros Parquelândia, Maraponga e Barra do Ceará.

Estes casos já resultaram nas prisões de quatro pessoas. As festas ficaram conhecidas entre os participantes como “farra para menores”.

Os policiais apreenderam garrafas de vodka, whisky e cervejas, além de uma quantidade de maconha(Foto: Foto: SSPDS)
.