Operação Faxina nos Bairros recolhe quase 4 mil toneladas de lixo (Foto: Prefeitura de Teresina/Divulgação )
De janeiro a abril, quase quatro mil toneladas de lixo foram recolhidas durante as operações do projeto ‘Faxina nos Bairros’, realizadas pela Prefeitura de Teresina. As ações fazem parte da política pública de combate ao mosquito Aedes aegypti, causador das doenças como a dengue, zika e chikungunya, e já atingiu a mais de 70 bairros. Uma nova operação deve ser realizada no próximo sábado (14) por equipes das Superintendências de Desenvolvimento Urbano (SDU), junto com o trabalho educativo de agentes de saúde e endemias da Fundação Municipal de Saúde (FMS).

Os bairros contemplados na nova etapa são: Nova Brasília, Zona Norte, Santo Antônio, Zona Sul, Cidade Leste, na Zona Leste, e Todos os Santos, na Zona Sudeste de Teresina.
Há um mês, o prefeito de Teresina Firmino Filho (PSDB) prorrogou o decreto de emergência em saúde pública que determinou o reforço nas ações de combate e prevenção ao Aedes aegypti.

Com a assinatura, o documento passa a ser válido por mais 90 dias. O ‘Faxina nos Bairros’ começou ainda no mês de dezembro e desde então tem acontecido todos os sábados em vários bairros da capital.

O trabalho de combate ao mosquito também conta com a ajuda de militares do exército, um pedido da Prefeitura de Teresina, depois que a capital apresentou um aumento no número de casos de microcefalia em recém-nascidos, anomalia que tem ligação com o zika vírus. De acordo com a FMS, essas ações têm reduzido os números de casos notificados de dengue na capital.

Segundo o presidente do órgão municipal de saúde, Francisco Pádua, a redução no número de casos foi em até 70% em comparação ao ano passado. Até o mês de maio o número de casos notificados em Teresina somaram 1.

495. No mesmo período do ano passado, os números chegaram a 4.

915 casos. Ainda conforme o órgão, é preciso que a população continue engajada no combate ao mosquito evitando água parada e impedindo que potenciais criadouros do mosquito apareçam.

“A melhor forma de combater o mosquito é não deixar ele nascer. E a Faxina nos Bairros cumpre um papel significativo de engajamento popular para o combate desse mosquito”, enfatizou o presidente da FMS.

.