Cerca de 30% dos coletivos não saíram das garagens (Foto: Ive Rylo/G1 AM)
Rodoviários do transporte público de Manaus paralisaram parte da frota de coletivos na manhã deste sábado (14). De acordo com informações do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), todas as empresas estão operando com 70% dos veículos. Outras paralisações foram realizadas nas últimas semanas.

Na sexta-feira (13), rodoviários e o Sinetram participaram de uma audiência na sede do Tribunal Regional do Trabalho (TRT). O sindicato apresentou  propostas para o dissídio coletivo dos colaboradores do transporte coletivo de Manaus.

A categoria não chegou a um acordo. Eles pedem reajuste salarial de 20%.

Durante o encontro, o Sinetram propôs aos sindicalistas a suspensão do processo do dissídio por seis meses, para que as empresas possam encontrar alternativas para cobrir os custos do sistema. Como a proposta foi recusada, o tribunal decidiu que caso segue para julgamento.

O G1 não conseguiu contato com o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Manaus (STTRM).
.