As arquitetas Thalita Miyawaki e Erika Fukunishi apostam em peças neutras com detalhes provençais (Foto: Gabriela Broliani / Divulgação)
Especialistas ouvidos pelo G1 dão algumas dicas de como preparar e decorar a mesa para celebrar o Dia das Mães. Alguns objetos de decoração combinados com o que se tem em casa deixam o café ou o almoço com ares de requinte. Já quem prefere fazer tudo em família também pode aproveitar a preparação para tornar a data ainda mais especial.

Confira algumas das sugestões. Veja mais fotos das dicas.

Começar o dia com bonito um café da manhã é uma das opções para agradar as mães sugerida pelas arquitetas Thalita Miyawaki e Erika Fukunishi. O presente, por exemplo, pode fazer parte da decoração, como um bule que serve de vaso de flores.

Para quem quer seguir a tendência atual, explica, a dica é usar peças neutras e mais claras, no caso das xícaras, e deixar os detalhes coloridos para o jogo americano ou para o “sousplat”, com temas florais, que pode estar na caixa de chás.
Transferindo um pouco da moda para a decoração, Thalita optou por uma combinação de cores com texturas.

“Uni o moderno, da assimetria das linhas, com o provençal, das flores. Para equilibrar, usei o neutro do vidro em potes, jarros, copos e na fruteira”, explica.

“É comum e recomendável usarmos muito do que normalmente já temos em casa, variando com algumas peças novas, fáceis de serem encontradas, e de qualidade e acessíveis. Neste caso, é uma opção econômica para mães mais românticas”, descreve a especialista.

Já para quem prefere algo mais requintado, o arquiteto Dalton Vidotti ensina a preparar uma mesa luxuosa para o almoço ou o jantar em família. A sofisticação é garantida com o uso de brilho nos talheres de prata, nas taças de cristal e nos porta-talheres.

“Um diferencial está nas caixas de joias espalhadas pela mesa e que podem trazer um agrado como um chocolate ou um biscoito amanteigado”, destaca ao recomendar mais cuidado com a combinação de cores do que de com a de estilos. Para o arquiteto Dalton Vidotti, que usou produtos da Yellowart, de Curitiba, o brilho e o dourado de algumas peças garante o requinte para a mesa do almoço ou do jantar em família (Foto: Bianca Santos / Divulgação)
Para realçar a escolha do brilho, Vidotti preferiu não usar flores e nem toalha de mesa.

Os enfeites ficaram por conta de castiçais de prata.
Outra sugestão é seguir o exemplo da professora e jornalista em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, Patrícia Lass Weisheimer e das filhas, Sarah Sofia, de 15 anos, e Sabrina, de 9.

Sempre que podem, elas costumam preparar várias coisas juntas. Para o Dia das Mães, as meninas já adiantaram que estão preparando uma surpresa.

A ideia, adiantam, é aproveitar o que já se tem em casa.
Os vasos de flores, por exemplo, podem ser vidros de conserva, de suco ou de molho de tomate, enfeitadas com um laço.

As flores vieram de um buquê de casamento e de um arranjo do Dia da Mulher.
Entre as comidinhas, “que tal tirar do congelador aquele brigadeiro que ficou para outro dia?”, sugere.

Outras guloseimas podem ser preparadas no próprio dia. “No meu aniversário, elas acordaram às 5h para fazer o bolo.

Comi ainda quentinho”, conta Patrícia.
Os corações de papelão que enfeitam a mesa são caixinhas de doce adaptadas.

Um cofrinho com a palavra “love” completa a decoração com o jogo de chá.
“Mais importante disso tudo é a inteiração e a oportunidade para se aproveitar o máximo do tempo possível que temos juntos, sem obrigação.

Vê-las tendo ideias e as colocando em prática é mais um carinho. Afasta um pouco aquela ideia de que o Dia das Mães é só uma data comercial e transformando em algo mais sentimental”, observa ao lembrar que não precisaram gastar nada para montar a mesa especial.

Para Patrícia e as filhas Sarah e Sabrina o melhor é reaproveitar o que se tem em casa e aproveitar o tempo juntas (Foto: Patrícia Lass Weisheimer / Arquivo Pessoal)
.