Professora estava internada no Hospital 28 de Agosto (Foto: Adneison Severiano/G1 AM)
A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) investiga a morte de uma professora de 42 anos com suspeita do vírus H1N1. A mulher estava internada deste a segunda-feira (18) e morreu na quinta (21) no Hospital Pronto-Socorro 28 de Agosto, na capital.
Ao G1, o secretário Municpal de Saúde de Manausx, Homero de Miranda Leão, afirmou que a professora foi diagnosticada com Síndrome Respiratória Aguda Grave, doença causada pelos vírus Influenza, podendo ser do tipo A, causador da gripe H1N1.

“Nós teremos o exame na próxima segunda, e então teremos a confirmação. Só podemos confirmar após exame laboratorial específico que aqui em Manaus é feito pelo Lacen do Estado [Laboratório Central do Amazonas].

Estamos investigando todas as hipóteses, porque a sintomatologia é muito semelhante e precisamos aguardar o laboratório”, afirmou.
A professora deu entrada no HPS 28 de Agosto na segunda-feira, onde ficou internada.

Segundo o secretário, o caso evoluiu rapidamente e a morte foi atestada como pneumonia. “Foi um caso muito atípico, ela tinha 42 anos e ela não tinha nenhuma doença paralela”, afirmou.

Segundo a Fundação de Vigilância eM Saúde (FVS), o Amazonas já registrou 5 casos de casos confirmados da doença em 2016, incluindo uma morte. Os outros quatro casos não têm evidências clínicas de complicações, tiveram atendimento ambulatorial e já se recuperaram do quadro.

.