Servidores da Assembleia Legislativa vão ter 5,55% de reajuste em abril e 5,54% em outubro (Foto: Fernando da Mata/G1 MS)
Os servidores da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul vão receber a primeira parte da reposição salarial prevista para 2016, 5,55%, já nos vencimentos de abril. É o que aponta lei publicada na edição desta quinta-feira (28), do Diário Oficial do estado, após ser aprovada e promulgada pelo legislativo estadual.
Conforme a lei, a segunda parte da reposição prevista para o ano, 5,54%, vai ser aplicada a partir de 1º de outubro deste ano, desde que respeitado o limite prudencial para folha de pagamento de pessoal previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal.

No total, o índice de reajuste do funcionalismo do legislativo estadual vai atingir os 11,09%.
A reposição será aplicada a remuneração dos servidores do quadro efetivo, comissionado e funções gratificadas do quadro permanente da Assembleia, além de aposentados e pensionistas da Casa.

A lei também reajustou o auxílio transporte dos servidores, que passou de R$ 123 para R$ 143 por mês, o que corresponde, com a tarifa do transporte coletivo de R$ 3,25 em Campo Grande, a 44 passes de ônibus mensais.
De acordo com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Junior Mochi (PMDB), a proposta é resultado das negociações com o sindicato dos Servidores e os cálculos foram feitos para atender à solicitação dos trabalhadores e também cumprir as determinações legais.

“O percentual está dentro do limite prudencial de comprometimento de folha e há condições de arcar com essa reposição que será aplicada aos servidores efetivos, comissionados, inativos e pensionistas”, explicou.
.