Em diligências, polícia troca tiros com criminoso em região com mata fechada (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
O líder da quadrilha envolvida na tentativa de assalto à agência do Banco do Brasil da cidade de Curimatá, foi morto durante um novo confronto entre os criminosos e a polícia. A ação aconteceu na zona rural da cidade de Morro Cabeça no Tempo no início da manhã desta sexta-feira (13). Com a morte do líder, já são cinco criminosos mortos envolvidos no caso.

Polícia recupera armas de grosso calíbre, munição edinheiro (Foto: Polícia Civil)
Quarto suspeitos continuavam foragidos quando a polícia chegou até o líder do bando, um dos assaltantes a banco mais procurados do Norte e Nordeste do Brasil conforme o coronel Paulo de Tarso, comandante de policiamento do interior. Com a morte do criminoso, três suspeitos continuam fugindo da polícia.

“Ele estava escondido uma parte muito fechada com o mato. Em diligências na região, a polícia chegou até o local e até tentou negociar com ele, mas insistiu em não se entregar e atirou contra a polícia.

A força policial revidou e ele acabou morrendo”, disse o coronel. Ainda conforme o comandante, no local onde o suspeito se escondia foram encontradas armas e munição para fuzil, uma arma de grosso calibre.

Com ele ainda foi encontrado um colete a prova de balas e dinheiro. “Já são vários confrontos com a polícia.

Todas as vezes que encontramos com os criminosos eles insistem em atirar contra as equipes que trabalham nesse caso. Estamos fechando o cerco na região”, disse o coronel.

Equipes da Polícia Civil, Militar e Gtap continuam na região na busca dos outros quatro suspeitos que ainda continuam foragidos. Policiais da Bahia e de Pernambuco também dão reforço às polícias do Piauí.

O último confronto antes da morte do líder aconteceu ainda na tarde da quinta-feira (12), quando pela terceira vez em troca de tiros com a polícia, o quarto criminoso suspeito de estar envolvido na tentativa de assalto morreu. Na ação policial desta quinta, a Polícia Civil apreendeu armas de grosso calibre, muita munição e dinheiro, material usado pelos criminosos.

Além disso, três carros e uma motocicleta foram recuperadas. A tentativa de assalto ao banco aconteceu no dia 5 de maio quando oito homens fortemente armados com fuzis explodiram a agência.

Durante a ação criminosa, um homem acabou sendo morto em troca de tiros com os policiais. No segundo confronto, que aconteceu no dia 9, o que deixou dois dos criminosos mortos.

.