Antes e depois da casa. Segundo a polícia, trio desmontou estrutura para roubar a madeira, em Oiapoque (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Três pessoas, com idades entre 24 e 35 anos, são suspeitas de roubarem madeiras que fazem parte da estrutura de casas às margens do rio Oiapoque, na cidade de mesmo nome, a 590 quilômetros de Macapá. Uma casa de dois andares chegou a ser completamente desmontada no início de abril.

Na sexta-feira (22), a Polícia Civil do Amapá prendeu o trio por associação criminosa. Suspeitos teriam sido reconhecidos portestemunhas (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
De acordo com o delegado Charles Corrêa, duas casas teria sido alvo dos suspeitos.

A informação foi confirmadas por testemunhas. A polícia investiga outras duas residências que podem ter sido roubadas pelos mesmos homens.

A casa totalmente desmanchada estava localizada às margens do rio, próximo à Vila Vitória, comunidade a 6 quilômetros do centro de Oiapoque, e era frequentada aos fins de semana pelos proprietários.
O crime teria acontecido entre os dias 1º e 3 de abril, segundo o delegado.

O dono do imóvel contou a polícia que chegou ao local e encontrou somente restos da estrutura.
“A casa simplesmente havia desaparecido.

Quando se fala de furto de casa, pensa logo em furto de bens no interior da casa. Mas a casa inteira? Nunca tinha visto”, disse surpreso o delegado.

A Polícia Civil iniciou as investigações sobre o roubo e localizou os três suspeitos na sexta-feira, em duas embarcações no rio Oiapoque, com carregamento de madeira. O delegado disse que investiga a origem do material.

Na casa de um deles, foram encontradas 11 munições de arma de fogo calibre 16.
O trio foi preso ainda na sexta-feira por associação criminosa.

Os suspeitos de 34 e 35 anos pagaram fiança e foram liberados. O homem de 24 anos segue preso em Oiapoque por porte ilegal de munição e associação criminosa, e aguarda julgamento.

Em busca de madeira, suspeitos desmontaram casa de dois andares por completo (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
.