Aumento do consumo do gás natural está associado redução de custos durante crise econômica (Foto: Divulgação/Cigás)
O consumo de gás natural por indústrias, comércios e postos de Manaus aumentou 10% em março em relação ao mesmo mês em 2015. No comparativo com fevereiro deste ano houve um aumento de 3,2%. Os dados foram divulgados pela Companhia de Gás do Amazonas (Cigás), que atualmente comercializa o combustível para 34 indústrias, cinco postos, um shopping, um hotel e uma lavanderia industrial.

Segundo a Cigás, no total, o segmento não-térmico atendido pela distribuidora consumiu 93. 270 m³/dia em março, sendo 77.

927 m³/dia destinados a indústria, 14. 678 m³/dia aos postos de combustíveis e 665 m³/dia a estabelecimentos comerciais.

Para o diretor técnico comercial da Cigás, Clovis Correia Junior, o aumento no consumo do combustível é reflexo da importância do gás natural enquanto fator econômico.
“Vivemos um momento de contensão de gastos e muita cautela nos diferentes setores da economia.

E o gás natural, que é até 40% mais econômico que outros combustíveis, está consolidado como alternativa na atual crise. O aumento no consumo do gás é sinal da mudança gradativa na matriz energética do estado”, avaliou o diretor.

Além das indústrias e dos cinco postos, o gás natural também é utilizado um shopping situado no bairro Ponta Negra, Zona Oeste de Manaus. Nessas empresas, o combustível possui diferentes aplicações: uso em caldeiras, fornos, geradores, refeitórios, fornos, estufas, dentro outras funções.

O gás natural fornecido pela Cigás é de origem de Urucu, que é uma região localizada dentro do município de Coari, que tem extensão de 58 mil km². O gás chega a capital por meio do gasoduto Urucu-Coari-Manaus.

.