Usuários dizem que não conseguem fazer ligações para telefones celulares (Foto: Jéssica Alves/G1)
Desde o dia 1º de maio, as ligações para celulares originadas em telefones públicos da empresa de telefonia Oi são gratuitas para 15 estados, em cumprimento a uma decisão da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Em Macapá, usuários estão reclamando que não conseguem concluir ligação para qualquer operadora móvel.
Em nota, a Oi informou que está cumprindo com a determinação nos estados indicados pela Anatel.

A estudante Silmara Gonçalves, de 19 anos, disse que soube da medida por meio da internet, mas ao tentar utilizar o telefone público localizado perto da casa onde mora, no bairro Jesus de Nazaré, Centro de Macapá, não conseguiu completar a ligação. Medida da Anatel prevê que ligações sejamfeitas gratuitamente (Foto: Jéssica Alves/G1)
“Quando tentava discar o número para celular, não conseguia passar de dois dígitos que o telefone desligava sozinho.

Mas, para telefone fixo, consigo ligar normalmente. Então acho que esta medida não está contemplando nosso estado, e isso deve ser fiscalizado”, sugeriu.

A reportagem do G1 testou na sexta-feira (13) dez telefones públicos no Centro e Zona Sul de Macapá. Seis estavam com defeitos.

Os demais não completavam a ligação, e emitiam a mensagem “favor desligar”. A ligação caía automaticamente.

O teste foi feito em ligações para todas as operadoras.
A gratuidade nas ligações de orelhões para celular foi decidida após a empresa Oi não cumprir com a obrigação de oferecer cobertura mínima de telefones públicos nos estados onde opera.

Além do Amapá, os estados beneficiados com a gratuidade nos orelhões da Oi são: Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.
Outra reclamação frequente dos usuários é em relação ao não funcionamento dos aparelhos.

O servidor público José Reinaldo Alves disse que apesar de ter um telefone celular, sempre que possível tenta utilizar o orelhão próximo do seu trabalho, no Centro da capital. Mas o aparelho está com defeito, por falta de manutenção da operadora, segundo ele.

Orelhões com defeitos geram reclamaçõesem Macapá (Foto: Jéssica Alves/G1)
“Já tentei em outros aparelhos, mas, ou está mudo ou a ligação nem completa, seja para celular ou fixo. Complicado achar um orelhão que funcione, porque muitos estão quebrados e nunca receberam um conserto”, lamentou.

O gerente da Anatel no Amapá, Edward Aires, disse que a gratuidade em ligações para telefones celulares está valendo para todo o estado. Ele orientou ao usuário que encontrar dificuldades em fazer a chamada, que registre uma reclamação por ligação para o número 1331.

“A medida está valendo para todo o Amapá e não é preciso cartão para fazer as ligações. Caso o usuário não consiga, ele pode informar para a Anatel que não consegue ligar.

A solicitação passará pela superintendência nacional, que fará os procedimentos para verificar se de fato a operadora cumpre com a medida”, orientou.
A Oi informou ainda, na nota, que “a medida é temporária e permanecerá em vigor até que os patamares de disponibilidade de orelhões nestes estados estejam nos níveis indicados pela Anatel”.

.