Cadeiras e móveis amontoados em escola vistoriadad (Foto: MPE/Divulgação)
Risco de desabamento, telhados danificados e equipamentos quebrados são alguns dos problemas encontrados nas escolas municipais e estaduais de Brejinho de Nazaré e Oliveira de Fátima, na região central do estado. As escolas foram vistoriadas pelo Ministério Público Estadual (MPE).
Segundo o órgão, as irregularidades comprometem a qualidade da educação naquelas comunidades.

Durante uma semana, os técnicos do MPE visitaram sete escolas, sendo quatro municipais e três estaduais.
Um dos casos que mais chamou atenção dos servidores foi a escola Estadual Riachuelo, em Oliveira de Fátima.

A unidade foi construída há mais de 40 anos e possui uma estrutura física comprometida com risco de desabamento.
Telhados danificados, ausência de forro nas salas de aulas, portas quebradas e sanitários danificados são algumas das irregularidades apontadas.

Conforme o órgão, a merenda escolar servida nos últimos 20 dias só foi viabilizada com o apoio do município e dos pais.
“As escolas estaduais foram as que apresentaram mais comprometimentos na infraestrutura, porém as unidades municipais também necessitam de melhorias”, disse o órgão.

Buraco em forro também foi encontrado em vistoria(Foto: MPE/Divulgação)
Também foram encontrados ambientes sujos, quadros pequenos, instalações elétricas ruins, falta de espaços adequados para servidores, prédios em desacordo com as normas de acessibilidade.  
Assim como bibliotecas precárias, com acervo reduzido e desatualizado e armazenamento inadequado de alimentos.

RespostasProcurada, a Prefeitura de Brejinho de Nazaré disse que tem grande interesse em sanar as condições apontadas. “Assim que estivermos de posse do relatório, estaremos junto ao MPE, assinando um TAC para que sejam viabilizadas as questões, obedecendo ao critério de dar preferência aquelas que precisam de urgência”, disse o município em nota.

A prefeitura de Oliveira de Fátima não atendeu as ligações. Já a Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) disse que não foi notificada pelo Ministério Público sobre o assunto.

“Ainda assim, à medida que a pasta toma conhecimento de demandas desta natureza busca atender às solicitações com maior brevidade possível evitando que isso incorra em problemas ao corpo discente, docente e à comunidade escolar”, disse o governo em nota.
“Em relação à Escola Estadual Jonas P.

Lima, localizada em Brejinho de Nazaré, foram repassados recursos para que as unidades de ensino possam realizar reparos na estrutura física. Para o Colégio Estadual Padrão, foi disponibilizado recurso para a instalação do transformador com vistas à futura climatização das salas.


“No município de Oliveira de Fátima, o prédio da Escola Estadual Riachuelo, passará, ainda no mês de abril, por vistoria técnica da Seduc para se planejar o atendimento de reforma e ampliação da unidade de ensino”, finalizou a nota do governo.
.