Um ano após o terremoto que matou quase 9.000 pessoas no Nepal, o renomado fotógrafo Gideon Mendel produziu uma série de retratos e relatos pessoais mostrando como pequenos “atos de bondade” ajudaram famílias que ficaram isoladas a sobreviver.
Laxmi Gurung, de 30 anos, é dona de um pequeno hotel em Baluwa, Gorkha.

Ela usou os alimentos de seu empreendimento para cozinhar para os vizinhos. “Com todos sofrendo tanto, não pensei duas vezes antes de dar comida a eles.

Eu distribuía tudo que eu cozinhava, em pequenas quantidades, para todo mundo.”Laxmi Gurung tem 30 anos e é dona de um pequeno hotel em Baluwa, Gorkha.

Ela usou os alimentos de seu empreendimento para cozinhar para os vizinhos (Foto: BBC)
A professora de escola primária Dhan Kumari Magar, de 44 anos, ajudou a resgatar Krishna Thapa, de 28, e seu bebê. “A maioria das casas do vilarejo desabou e muitas pessoas ficaram presas sob os escombros”, disse Dhan.

A professora de escola primária Dhan Kumari Magar, de 44 anos, ajudou a resgatar Krishna Thapa, de 28, e seu bebê (Foto: BBC)
“Eles estavam presos sob os escombros e a mulher estava inconsciente. Limpamos os destroços e os retiramos de forma segura, mas quando a mulher acordou ela estava com muita dor.

Foi terrível vê-las embaixo da casa destruída.”
Já Bal e Phul Sunar foram ajudados por outras pessoas, mesmo pertencendo a casta conhecido como dos “intocáveis”.

“Somos dalits (uma casta baixa), então não ficamos com o resto da comunidade. Recebemos telhados de zinco de um homem de uma casta mais alta.

Ele deu quatro telhas para cada família dalit daqui. Ele sabe que somos muito pobres e não temos renda.

Outro homem de casta alta da vizinhança nos deu arroz, olho e sal – isso foi uma grande ajuda à época.”
.

Fonte: G1