Chuvas fortes no Chile afetam milhões de pessoas (Foto: Ivan Alvarado/Reuters)
A água potável começou a retornar às torneiras das casas de quase três milhões de pessoas em Santiago, depois de passar o fim de semana sem serviço em consequência das fortes chuvas que deixaram dois mortos e 10 desaparecidos na zona central do Chile.
A empresa Águas Andinas anunciou nesta segunda-feira que “68% das casas afetadas pelo corte de água voltaram a receber o serviço de água potável, ou seja 710.000 casas”, o que significa três milhões das 4,5 milhões de pessoas que ficaram sem fornecimento em Santiago, devido ao lodo e aos sedimentos que caíram nos rios que abastecem a capital chilena.

A empresa afirmou que o retorno total do serviço deve acontecer ainda nesta segunda-feira.
As fortes chuvas deixaram dois mortos, 10 desaparecidos, mais de 370 desabrigados e 500 pessoas isoladas na zona central do Chile, enquanto os colégios permaneceram fechados, segundo o Escritório Nacional de Emergência (Onemi).

.

Fonte: G1