O artista dissidente chinês Ai Weiwei filma palestinos com seu smartphone na cidade de Rafah, fronteira com o Egito, nesta quarta (11) (Foto: AP Photo/ Khalil Hamra)
O artista dissidente chinês Ai Weiwei, conhecido por suas críticas ao histórico da China com direitos humanos, planeja lançar no ano que vem um filme sobre a crise de imigrantes.
Ai Weiwei está nesta quarta-feira (11) na cidade de Rafah, situada no sul da Faixa de Gaza, na fronteira com o Sinai, no Egito. Lá, ele filmou com seu smartphone a situação dos refugiados palestinos.

Ele também já visitou nos meses recentes acampamentos, como o de Idomeni, na fronteira entre Grécia e Macedônia, onde disse ter presenciado uma situação muito difícil e querer compartilhar a experiência.
“É um filme documentário, estamos filmando por mais de 600 horas, realizei centenas de entrevistas”, disse.

“O filme será lançado no ano que vem. Ainda estamos realizando as últimas filmagens, já que a situação de refugiados é contínua, não parece que terá pausa.


Estrelas de Hollywood como Angelina Jolie e Orlando Bloom estão entre celebridades que visitaram acampamentos de refugiados para destacar a crise, num momento em que pessoas no Oriente Médio e outras regiões fogem para a Europa para escapar de conflitos e pobreza.
.

Fonte: G1