A cidade de Aleppo, no norte da Síria, foi alvo de novos ataques aéreos na manhã desta segunda-feira (2), ao mesmo tempo que o secretário de Estado americano, John Kerry, tenta estimular uma trégua durante uma reunião em Genebra.
Mais de 250 civis, incluindo 50 crianças, morreram desde a retomada dos combates em Aleppo (norte) em 22 de abril, a maioria em bombardeios do regime sírio de Bashar al-Assad.
Após um dia relativamente tranquilo no domingo (1º) nos bairros da zona leste de Aleppo, controlados pelos insurgentes, os ataques foram retomados depois da meia-noite, segundo um correspondente da AFP.

Vários bairros, incluindo o muito populoso Bustan al-Qasr, foram atingidos.
Até o momento não foi possível determinar se os últimos ataques deixaram vítimas.

Os rebeldes bombardearam com artilharia pesada no domingo à noite a zona oeste de Aleppo, controlada pelo regime, e mataram três civis, incluindo uma criança, segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).
Diante da escalada, Kerry viajou a Genebra no domingo para encontros com ministros árabes e o enviado de paz da ONU, Staffan de Mistura, em uma tentativa urgente de acabar com a violência.

O conflito sírio deixou mais de 270.000 mortos desde 2011.

Secretário de estado americano, John Kerry (dir.) chega em Genebra, na Suíça, onde acontecem as negociações de cessar fogo na Síria (Foto: Denis Balibouse / Reuters)
.

Fonte: G1