Um coreano-americano acusado de espionagem foi condenado a dez anos de trabalhos forçados na Coreia do Norte, informou nesta sexta-feira (29) a agência oficial de notícias chinesa Xinhua, a partir de Pyonyang.
Kim Dong-chul, detido em outubro passado sob a acusação de espionagem, disse em janeiro à CNN que espionou para “elementos sul-coreanos conservadores” e fotografou segredos militares na Coreia do Norte.
.

Fonte: G1