Defensores da reclassificação da maconha fumam em frente à Casa Branca, durante manifestação no sábado (2) (Foto: AFP Photo/Mike Theiler)
Ativistas fumaram maconha em frente à Casa Branca , neste sábado (2), para reforçar a mensagem de que a droga não deveria ser considerada perigosa.
Os manifestantes planejavam exibir um “baseado” inflável de 15 metros, mas, segundo o organizador Adam Eidinger, não tiveram permissão do Serviço Secreto, que citou temores em relação à segurança.A posse de até 50 gramas de maconha é legal na capital dos EUA, mas fumar em público não.

No entanto, a sargento Anna Rose, da polícia local, disse que não foram feitas prisões. Eidinger afirmou que a polícia “foi muito respeitosa”.

‘700 mil prisões por maconha por ano se chama encarceramento em massa’, diz faixa carregada por manifestantes que participam de protesto pela reclassificação da maconha em frente à Casa Branca, em Washington, no sábado (2) (Foto: AP Photo/Jose Luis Magana)Os organizadores dizem que o presidente Barack Obama deveria remover a maconha da lista de substâncias controladas Tabela 1, que inclui heroína e outras drogas viciantes. Obama sustenta que os ativistas a favor da maconha deveriam tentar convencer o Congresso a aprovar uma lei reclassificando a droga.

Defensores da reclassificação da maconha fumam em frente à Casa Branca, durante manifestação no sábado (2) (Foto: AFP Photo/Mike Theiler)
.

Fonte: G1