Manifestantes ficam frente a frente com policiais durante protesto em Paris neste domingo (3) (Foto: Dominique Faget/AFP)
Pela quarta noite seguida, centenas de pessoas ocuparam uma praça do centro de Paris para protestar contra uma polêmica reforma do código trabalhista, constatou um jornalista da AFP.
O movimento, chamado ‘Noite em Pé’ (Nuit debout), surgiu após as manifestações da quinta-feira passada, convocadas por sindicatos e organizações estudantis para pedir a retirada do projeto de lei sobre o trabalho do governo socialista francês.
No entanto, o movimento – com a hashtag #NuitDebout nas redes sociais – também tem outras reivindicações e pretende uma vocação mais ampla, como mobilizações como a “Occupy” nos Estados Unidos e os “Indignados” da Porta do Sol, em 2011, em Madri, para denunciar a austeridade e a corrupção.

Os organizadores do movimento conseguiram autorização até a segunda-feira para ocupar a praça, informou uma fonte policial.
“Somos 2.

000!”, comemorou um dos ativistas pelo megafone aos participantes da mobilização, alguns dos quais se dispunham a passar a noite na praça.
“Somos otimistas, o mundo que sonhamos está aqui”, afirmou uma jovem, enquanto outros participantes do protesto pediam para “reformar a Constituição” e inclusive “a demissão do governo” do presidente socialista François Hollande.

.

Fonte: G1