Ted Cruz discursa após sua vitória nas primárias de Wisconsin, no American Serb Banquet Hall, em Milwaukee, na terça (5) (Foto: Reuters/Kamil Krzaczynsk)
O democrata Bernie Sanders e o republicano Ted Cruz venceram as primárias presidenciais realizadas nesta terça (5) em Wisconsin. Os resultados já eram previstos porque ambos lideravam todas as pesquisas no estado há dias.
A vitória de Cruz foi projetada cerca de 30 minutos após o fim da votação, quando apenas 7% dos votos haviam sido contados e ele aparecia com 49,1%, contra 34,6% de Donald Trump e 13,8% de John Kasich.

A vitória geral garantiu a ele 18 dos 42 deputados do estado e, com 40% dos votos apurados, ele já havia conquistado mais seis por vencer em dois dos oito distritos do estado.
“Hoje é um ponto de virada.

É um grito de guerra. É um chamado dos homens e mulheres que trabalham duro em Wisconsin ao povo dos Estados Unidos”, comemorou Cruz em seu discurso.

Ele disse ainda que apenas nesta terça sua campanha arrecadou mais de US$ 2 milhões e afirmou que “há uma escolha”.
Cruz insistiu ainda que confia que poderá chegar à convenção do partido, em julho, com os 1.

237 delegados necessários para garantir a nomeação. Matematicamente, no entanto, isso é praticamente impossível, já que ele precisaria de 81% de todos os delegados ainda em disputa e Trump lidera pesquisas em diversos estados.

DemocratasEleitores de Bernie Sanders comemoram sua vitória nas primárias de Wisconsin durante seu discurso em Laramie, Wyoming, na noite de terça (5) (Foto: AP Photo/Brennan Linsley)
Wisconsin tem 96 delegados democratas, dos quais dez são superdelegados. Com a vitória desta terça, Sanders conquistou ao menos 44, e Hillary levou 28.

Os demais delegados serão atribuídos apenas após os cálculos feitos depois do encerramento da contagem de votos.
Sanders foi apontado vencedor quando havia 21% dos votos apurados e ele estava com 53,2%, contra 46,6% de Hillary Clinton.

Em Laramie, Wyoming, o senador discursou após a vitória e ressaltou que, dos últimos oito embates, entre primárias e caucuses, ele venceu sete. “A verdadeira mudança nunca vem de cima para baixo.

Ela sempre acontece de baixo para cima”, disse ainda.
Sanders também se mostrou otimista quanto às próximas disputas.

“Com sua ajuda iremos ganhar aqui em Wyoming no sábado – e então iremos para Nova York. E sei um pouco sobre NY porque passei os primeiros 18 anos da minha vida no Brooklyn”, disse, antes de provocar sua rival.

“Por favor, mantenham isso em segredo. Não contem à secretária (de Estado) Clinton – ela está ficando um pouco nervosa – temos uma excelente chance de vencer em Nova York”.

PréviasAté o dia 14 de junho (veja o calendário completo), eleitores de todo o país irão indicar delegados para representá-los nas convenções de cada partido.
Tanto primárias quanto caucuses têm duas modalidades diferentes: fechada, na qual votam apenas os eleitores registrados em cada partido, e aberta, em que qualquer eleitor pode votar no pré-candidato que escolher de um dos partidos (mas não nos dois).

Alguns estados, como Ohio, Califórnia e Nova Jersey, adotam um sistema misto.
Os dois partidos definem em julho quem serão seus candidatos oficiais.

A convenção do Partido Republicano acontece antes, entre os dias 18 e 21 de julho, em Cleveland, Ohio. Já o Partido Democrata aponta seu candidato oficial ao final de uma convenção realizada entre 25 e 28 de julho, na Filadélfia, Pensilvânia.

A eleição presidencial será realizada em 8 de novembro.
.

Fonte: G1