Ao lado do chef Victor Albisu, o jornalista Dana Milbank come um prato preparado com pedaços de sua coluna no ‘The Washington Post’, na quinta (12) (Foto: Reprodução/The Washington Post)
O jornalista Dana Milbank, do “The Washington Post”, cumpriu na quinta (12) sua promessa de comer jornal após ter apostado que Donald Trump não seria o candidato republicano à eleição presidencial dos EUA.
Em 2 de outubro do ano passado, ele escreveu um texto intitulado “Trump vai perder, ou eu comerei a minha coluna”, na qual dizia que, se Trump conquistasse a nomeação do Partido Republicano, ele literalmente comeria aquelas palavras. Na quinta, em um vídeo transmitido pelo Facebook, Milbank pagou a dívida.

Com a ajuda do chef Victor Albisu, do restaurante Del Campo, e a companhia do crítico gastronômico do Post, Dom Matasiete, ele comeu uma refeição com nove pratos preparados com pedaços de sua coluna impressa.O almoço foi regado a vinho Trump e, por precaução, um frasco de antiácido também estava sobre a mesa.

Um vídeo com um resumo da degustação foi publicado pelo jornal e mostra os dois primeiros pratos consumidos. Assista.

Embebida em molho, coluna do jornalista Dana Milbank serviu de ingrediente para um dos pratos de almoço preparado pelo chef Victor Albisu, na quinta (12) (Foto: Reprodução/The Washington Post)
O primeiro foi um ceviche, no qual o jornal foi encharcado no molho. Pedaços picados também foram salpicados sobre o prato.

Ao provar, Milbank comentou que era difícil comer. “Você continua mastigando, mastigando e absolutamente nada acontece”, admitiu.

Já Matasiete reconheceu que o material era “mais mastigável” do que ele havia previsto.O segundo prato foi tipicamente mexicano.

Na versão adaptada de chilaquiles, o jornal também foi embebido no molho e outros pedaços foram fritos, “para imitar pedaços de tortillas”, segundo o chef Albisu. Apesar de acompanhado por abacate e ovos fritos, ele também não foi muito fácil de digerir, segundo o jornalista, que afirmou que o jornal parecia “formar uma bola dentro da boca”.

As receitas preparadas foram escolhidas pelos leitores do “The Washington Post”, depois de Milbank publicar um novo texto pedindo que eles enviassem suas sugestões. Na ocasião, ele disse que não concordava com os que insuavam que seria trapacear não comer o jornal cru.

.

Fonte: G1