Prédio sede do Boston Globe, jornal onde funciona a equipe Spotlight (Foto: Emw/Creative Commons)
Centenas de abusos sexuais aconteceram durante décadas em várias escolas privadas do nordeste dos Estados Unidos e, em muitos casos, seus responsáveis reagiram tardiamente, após ignorar as acusações de mais de 200 supostas vítimas, revelou o jornal “Boston Globe” nesta segunda-feira (9).
A reportagem foi feita pela equipe Spotlight, unidade de investigação responsável pelas revelações sobre padres pedófilos nos anos 2000. A história serviu de base para o longa “Spotlight – Segredos revelados”, que levou o Oscar de melhor filme em fevereiro.

Mais de 67 instituições privadas foram alvo de acusações de abuso sexual, ou de assédio, desde 1991, segundo dados coletados pelo jornal. Alguns incidentes remontam à década de 1950, mas outros aconteceram bem depois, até o início dos anos 2000.

O jornal menciona mais de 90 ações na justiça relacionadas a esses episódios, ocorridos na Nova Inglaterra (região que abrange os estados de Vermont, Maine, New Hampshire, Massachusetts, Connecticut e Rhode Island). Muitas delas já prescreveram e podem ser alvo apenas de demandas civis.

A escola St. George, em Middletown, no estado de Rhode Island, é a principal instituição que aparece na investigação.

Em 2003, um treinador dessa escola foi acusado por 11 estudantes de tocá-los e assediá-los. O profissional foi demitido, mas, depois de uma investigação, concluiu-se que os atos não constituíam abuso sexual e se optou por não reportá-los à Justiça.

O treinador acabou sendo reintegrado ao cargo.
Depois, quando ele deixou a instituição por iniciativa própria, em 2011, a escola St.

George não relatou nenhum desses fatos ao estabelecimento que o contratou, a Taft School, um colégio em Connecticut.
Em dezembro, o “Boston Globe” havia revelado alguns dos supostos atos ocorridos na St.

George, com ênfase no caso Anne Scott, que recebeu pressões de sua escola para firmar um termo de confidencialidade a respeito de um estupro do qual diz ter sido vítima em 1977.
O jornal convida qualquer pessoa com informações sobre os episódios relatados na matéria a se pronunciar.

Em 2002, uma importante investigação do “Boston Globe” permitiu revelar como a Igreja católica local ocultou casos de abuso sexual cometidos por pelo menos 90 religiosos em Boston e seus arredores durante várias décadas.
.

Fonte: G1