Estudante joga pedra contra a polícia em um protesto por mudanças no sistema educacional do Chile (Foto: Ivan Alvarado/Reuters)
Centenas de estudantes secundários protestaram nesta quinta-feira (5) nas ruas do centro de Santiago para exigir do governo de Michelle Bachelet alterações na reforma da educação, que eles consideram insuficiente.
Convocados pela Assembleia Coordenadora de Estudantes Secundários (ACES), os estudantes se reuniram nas proximidades do palácio presidencial de La Moneda e prosseguiram a passeata pelas avenida Alameda.
Mas, como não respeitaram o trajeto acertado com a polícia, as forças de ordem usaram jatos de água e gás lacrimogêneo para impedir a passagem de um grupo de manifestantes.

“Estamos na rua porque, depois de dez anos de luta do movimento estudantil, vemos que a educação, em geral, principalmente a municipal, continua completamente precária”, declarou à AFP Marlen Farías, uma das manifestantes.
Bachelet iniciou uma profunda reforma do sistema educativo herdado da ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990).

Cachorro deita no chão enquanto estudantes protestam por reforma da educação no Chile (Foto: Ivan Alvarado/Reuters)
.

Fonte: G1