Milhares de militantes de esquerda se reúnem na Place de la République, no Centro de Paris, para pedir mudanças na noite de domingo (10). Mobilização começou há 12 dias (Foto: Joel Saget / AFP)
O governo da França anunciou nesta segunda-feira (11) um pacote de cerca de meio bilhão de euros em auxílio a estudantes, na tentativa de conter a revolta de manifestantes que prometeram voltar a se reunir em uma praça do centro de Paris pela 12ª noite consecutiva.
O movimento “Nuit Debout” (Noite de Pé) reuniu milhares de jovens eleitores majoritariamente de esquerda na Place de la République, que foram ao local desabafar sua frustração com várias políticas do governo socialista do presidente francês, François Hollande.

As manifestações de rua, que inicialmente criticavam um projeto de reforma da lei trabalhista, passaram a incluir outros tópicos.
“O governo está ouvindo.

Ele entende as preocupações dos jovens”, afirmou o primeiro-ministro francês, Manuel Valls, a organizações estudantis, anunciando subsídios para jovens graduados em busca de emprego e outras formas de auxílio a estudantes e aprendizes no valor total de 400 a 500 milhões de euros.
Poucas horas antes de Valls se encontrar com jovens e líderes estudantis para tentar apaziguar as tensões, a polícia retirou cerca de cem manifestantes da “Nuit Debout” da Place de la République sem incidentes.

A polícia também desmontou barracas e hortas de vegetais improvisadas, mas planos de novos protestos para a noite desta segunda-feira foram anunciados de imediato.Boneco com um cartaz trazendo a mensagem ‘Valls, acabou’ é pendurado em estátua na Place de la République durante protesto no domingo (10).

Manuel Valls é o premiê francês (Foto: Christophe Ena/ AP)
.

Fonte: G1