Pré-candidata democrata Hillary Clinton inicia nesta segunda-feira (2) uma turnê por partes das montanhas dos Apalaches (Foto: Rebecca Cook/ Reuters)
A pré-candidata presidencial democrata Hillary Clinton inicia nesta segunda-feira (2) uma turnê por partes das montanhas dos Apalaches, região rural do leste dos Estados Unidos tradicionalmente voltada à produção carvoeira. Nesta região, a mensagem pró-carvão do pré-candidato republicano Donald Trump vem ecoando entre os eleitores em dificuldades econômicas.
Hillary, na tentativa de retomar sua promessa anterior de ajudar a região problemática a ressuscitar sua economia, irá se reunir com o líder de um sindicato local de metalúrgicos, mineradores aposentados e outros trabalhadores de Kentucky, Virgínia Ocidental e Ohio afetados pelo declínio dos preços do carvão e do aço.

Sua promessa de mais de 30 bilhões de dólares para ajuda para as regiões produtoras de carvão foi ofuscada em março, quando Hillary afirmou em um encontro com eleitores de Ohio que o país “irá tirar muitos mineiros de carvão e empresas de carvão do mercado”.
O comentário de Hillary não passou despercebido por grupos da indústria carvoeira e parlamentares republicanos como os senadores Rand Paul e Mitch McConnell, ambos do Kentucky, como indício de que ela planeja continuar a “guerra” regulatória ao carvão levada a cabo pelo atual presidente dos EUA, o também democrata Barack Obama.

Hillary enviou imediatamente uma carta de desculpas a Joe Manchin, senador democrata da Virgínia Ocidental e um de seus primeiros apoiadores, se comprometendo a “dedicar minha equipe e meu governo a levar empregos para os Apalaches” e ajudar seus moradores a se adaptarem a uma onda de falências de empresas carvoeiras e mudanças no mercado de energia do país.
Sua decisão de embarcar em uma turnê pelos Apalaches é em parte cronometrada para ocorrer antes das primárias partidárias dos Estados de Virgínia Ocidental, em 10 de maio, e do Kentucky no dia 17, quando irá tentar garantir a indicação democrata antes mesmo da convenção do partido em julho.

A ex-secretária de Estado venceu a primária de Ohio em meados de março, superando seu rival Bernie Sanders, senador do Vermont.
Mas assessores de Hillary disseram que sua decisão de se concentrar na região também reflete seu compromisso de mostrar aos eleitores que irá trabalhar para eles se for eleita, ainda que eles não a apoiem agora.

Seu marido, o ex-presidente Bill Clinton, fez campanha no Kentucky no domingo e é esperado na Virgínia Ocidental na terça-feira.
.

Fonte: G1