Mauricio Macri, presidente da Argentina, disse estar ‘preocupado’ com a pobreza no país (Foto: Reuters)
O presidente argentino, Mauricio Macri, anunciou uma série de medidas sociais dirigidas aos setores de menores recursos, em um contexto de alta inflação, demissões e aumento nos preços de serviços básicos.
Uma das iniciativas do pacote de medidas é a devolução às pessoas de baixa renda do Imposto sobre Valor Agregado (IVA), que na Argentina é de 21% para quase todos os produtos. Os aposentados poderão ter uma restituição de até 300 pesos (US$ 20) por compra.

As medidas foram anunciadas no sábado (16).
Macri admitiu estar “preocupado” com a situação social em meio a uma inflação que chega a 12% no primeiro trimestre, segundo o índice divulgado pelo Congresso com base em relatórios de consultorias privadas.

“A inflação dói ainda hoje. Mas sou muito otimista, estamos indo no caminho certo”, disse Macri, que responsabilizou o governo de sua antecessora, a ex-presidente Cristina Kirchner (2007/2015) por deixar um país com 30% de pobreza.

.

Fonte: G1