Manifestantes reunidos na Praça da República, em Paris (Foto: Christophe Ena/ AP)
Pelo menos 22 pessoas foram detidas ao longo da noite passada em Paris após um novo foco de distúrbios entre manifestantes e a Polícia junto com o movimento batizado como “Nuit debout” (noite em claro), na praça da República, informou a Polícia da capital francesa.
Os confrontos começaram por volta de 1h30 (horário local, 21h30 de sexta-feira em Brasília), quando uma centena de jovens enfrentaram as forças antidistúrbios, enquanto cerca de 3.000 pessoas se concentravam de maneira pacífica neste movimento.

Os arruaceiros jogaram paralelepípedos e garrafas contra a Polícia, que respondeu com o uso de gás lacrimogêneo, o que obrigou à evacuação dos manifestantes pacíficos na praça da República.
Os manifestantes violentos foram deslocados pelos agentes antidistúrbios rumo aos bairros do leste da capital francesa, onde finalmente acabaram os distúrbios, após atos de vandalismo em várias lojas.

Quatro policiais ficaram levemente feridos, segundo as forças de segurança.
O movimento começou no dia 31 de março, quando os participantes de uma grande manifestação contra a reforma trabalhista que é preparada pelo governo do presidente François Hollande, foram chamados para passar a noite na praça da República.

Desde então, o movimento evoluiu e suas reivindicações não se resume à oposição a esse texto, a última grande reforma do mandato de Hollande.
Além disso, a “Nuit debout” se estendeu para outras cidades do país e em cerca de 200 delas foram organizadas manifestações noturnas replicando o movimento parisiense.

Manifestantes reunidos na Praça da República, em Paris (Foto: Christophe Ena/ AP)
.

Fonte: G1